Novembro 8, 2009

Drácula regressa, atravessando oceanos de tempo


image


A todos os vampiros que se prezem,


Há precisamente 162 anos atrás, no dia 8 de Novembro de 1847, nasceu Bram Stoker, o criador de Drácula – o vampiro mais famoso de todos os tempos. Todos nós já nos cruzámos com Drácula, nem que seja na sala escura de um cinema ou de um teatro, na prateleira de uma livraria, ou na esquina de um sonho mau… Mas o que muitos não sabem é que Drácula foi uma personagem criada por um escritor irlândes que viveu no século XIX – Abraham Bram Stoker – e que morreu em 1912, sem nunca ter chegado a ver o seu vampiro nas telas do cinema…


A verdade é que Drácula é o pai de todos os vampiros que agora conhecemos – os que usam ténis e blusões de cabedal e que andam nos liceus a enlouquecer meninas bonitas – e todos os vampiros e vampiras que se prezem deviam conhecê-lo melhor.


Foi por isso que Ian Holt e Dacre Stoker – o sobrinho bisneto de Bram Stoker – decidiram escrever a continuação de Drácula, o romance escrito por Bram Stoker. O livro deles – Drácula, o morto-vivo- já está à venda nas nossas livrarias e conta-nos o que aconteceu depois de todos pensarem que Drácula estava morto. Deixo-vos a sinopse da história, que se lê num sopro, recheada de vampiros, suspensee amores impossíveis. Drácula regressou, mais irresistível e feroz do que nunca!


Sinopse DRÁCULA, O MORTO-VIVO


Passaram vinte e cinco anos desde que o pequeno grupo de heróis se uniu para destruir Drácula, no seu castelo na Transilvânia. Entretanto, Jonathan e Mina Harker criaram um filho, Quincey, que se tornou um jovem promissor, ainda que por vezes ingénuo, à medida que o outrora feliz casamento dos pais se ia deteriorando numa relação amarga. O doutor Seward – no passado, um médico eminente – vive agora no tormento da paranóia e da dependência de drogas. Arthur Holmwood, o intrépido guerreiro e elegante noivo de Lucy, deixou-se consumir pelo ódio e pelo remorso. Por fim, Van Helsing, o líder do destemido grupo, um homem doente e envelhecido, enfrenta o seu derradeiro inimigo: a morte. Drácula, de Bram Stoker, deu-nos a conhecer estas personagens. Na presente sequela, vemos como as suas vidas entrelaçadas nunca se desligaram do vampiro que tão corajosamente enfrentaram.


Um a um, os heróis que derrotaram Drácula começam a ser caçados. Terá o vampiro sobrevivido, procurando vingança? Ou será que um outro vilão, ainda mais temível, anda por perto, ameaçando todos aqueles que se cruzaram no caminho de Drácula? Será Mina capaz de esconder o seu segredo por muito mais tempo? Resistirá ela à sua antiga paixão por Drácula?


Das trevas, emerge mais um vampiro: uma condessa sanguinária, temida há séculos e séculos, na qual o mal se esconde sob a forma de uma mulher deslumbrante. Será Elizabeth Bathory a mais poderosa rival de Drácula? Será uma mulher vampiro capaz de derrotar o rei dos vampiros?


Drácula, o Morto-vivo é uma continuação do romance de Bram Stoker de grande riqueza histórica e ritmo vertiginoso, que consegue ser tão assustador como o original, ressuscitando as suas atmosferas. A sequela inspirou-se nas notas que Bram Stoker compilou durante a pesquisa e a escrita de Drácula e recupera personagens que não sobreviveram aos seus esboços iniciais. Baseando-se, ainda, numa aturada investigação do príncipe Drácula histórico, da Roménia, e de outras figuras de renome, Drácula, o Morto-vivo é um livro fascinante e cheio de suspense, que encantará tanto os admiradores da obra-prima de Stoker, como os fãs mais recentes de Drácula – aqueles que se cruzarão, pela primeira vez, com o vampiro criado por Stoker.


Para os que gostaram e querem recordar e para os que ainda não viram, aqui fica uma das melhores adaptações de Drácula ao cinema: o filme de Francis Ford Coppola, Bram Stoker’s Dracula, conta-nos a história de um amor que atravessou oceanos de tempo – o amor entre Drácula e uma mulher humana, Mina:


httpv://www.youtube.com/watch?v=OCwMRk2OBL4


Trailer oficial do filme.


httpv://www.youtube.com/watch?v=V-vzjZenAQM


Vídeo clip da canção «Love Song for a Vampire», de Annie Lennox.


httpv://www.youtube.com/watch?v=xb7iFWjOuHA


Cena do filme legendada – Drácula revela a Mina que é um vampiro e ela decide beber o seu sangue.



Para mais informação consulte-nos por email.

visite a nossa página oficial de Facebook