Abril 14, 2011

Como começa DAMON: ALMAS SOMBRIAS


Caros vampiros,


Como prometido, trazemos o primeiro capítulo, fresquinho, para deleite dos vossos caninos. Afinquem-lhe o dente e digam-nos se não vos deixa água na boca.


? Querido Diário ? sussurrou Elena ?, isto é mesmo frustrante, não é?

Deixei -te na mala do Jaguar e são duas da manhã. ? Espetou o dedo na perna por cima da camisa de noite como se tivesse uma caneta e marcasse um ponto final. Sussurrou ainda mais baixinho, encostando a testa ao vidro do carro: ? E tenho medo de ir lá fora, às escuras, para te ir buscar. Tenho medo!

Bateu novamente com o dedo e então, sentindo as lágrimas a rolar-lhe pelas faces, accionou relutantemente o gravador do telemóvel. Era um desperdício estúpido de bateria, mas não podia evitá-lo. Precisava de o fazer.

? Portanto, aqui estou eu ? disse com suavidade ?, sentada no banco de trás do carro. Terá de ser esta a minha entrada de hoje. Por falar nisso, estabelecemos uma regra para esta viagem: eu durmo no banco de trás do Jaguar e Matt e Damon dormem lá fora, ao relento. Agora está tão escuro lá fora que não vejo Matt em lado nenhum? Mas ando a enlouquecer, a chorar e a sentir -me perdida, e tão só por causa de Stefan?

«Temos de nos livrar do Jaguar ? é demasiado grande, demasiado vermelho, demasiado vistoso, e fácil de ser relembrado quando estamos a tentar que não se recordem de nós enquanto nos dirigimos para o local onde poderemos libertar Stefan. Depois de vendermos o carro, o pendente de lápis -lazúli e os diamantes que Stefan me ofereceu na véspera do seu desaparecimento serão a coisa mais preciosa que me restará. No dia antes de? Stefan ter sido enganado de maneira a ir embora, pensando que poderia

tornar-se um ser humano normal. E agora?

«Como posso parar de pensar no que Eles poderão estar a fazer-lhe, neste preciso instante ? quem quer que «Eles» sejam? Provavelmente os kitsune, os malévolos espíritos -raposa na prisão chamada Shi no Shi. Elena carregou no pause para limpar o nariz à manga da camisa de noite.

Como foi que me meti numa situação destas? Abanou a cabeça e esmurrou o encosto do assento com o punho.

? Se calhar, se percebesse como isso aconteceu, talvez conseguisse arranjar um plano A. Tenho sempre um plano A. E as minhas amigas têm sempre um plano B e um plano C para me ajudar. ? Elena pestanejou com força ao pensar em Bonnie e Meredith. ? Mas agora estou cheia de medo de nunca mais voltar a vê-las. E estou com medo pela cidade de Fell?s Church.

Por um instante ficou ali sentada com o punho apertado em cima do joelho. Uma vozinha dentro dela dizia:

? Por isso, pára de choramingar, Elena, e pensa. Pensa. Começa do princípio.

Do princípio? Qual era o princípio? Stefan?

Não, ela vivia em Fell?s Church muito antes de Stefan ter surgido.

Devagar, quase sonhadoramente, falou para o telemóvel.

? Em primeiro lugar, quem sou eu? Sou Elena Gilbert e tenho dezoito anos. ? Mais devagar ainda, disse: ? Não penso que? seja fútil dizer que sou bonita. Seria preciso nunca ter passado diante de um espelho nem ter ouvido nenhum elogio para não saber uma coisa dessas. Não é uma coisa de que me orgulhe ? é apenas algo que herdei dos meus pais. «Como sou? Tenho cabelo loiro que me cai numa espécie de ondas até abaixo dos ombros e olhos azuis que algumas pessoas dizem ser como o lápis -lazúli: azul -escuros salpicados de ouro. ? Deu uma gargalhadinha meio sufocada. ? Talvez seja por isso que os vampiros gostam de mim.

Então os seus lábios endureceram e, olhando para a negridão absoluta à sua volta, falou com ar sério.

? Muitos rapazes chamaram -me a rapariga mais angelical do mundo.

LEIAM O RESTO AQUI:

damon-almas-sombrias_1cap


PRÓXIMO POST: «THE LAST DANCE», novo episódio de Diários do Vampiro


Para mais informação consulte-nos por email.

visite a nossa página oficial de Facebook