Junho 18, 2010

A Escolhida: que dizer de Rashel e Quinn?



Queridas diabruras,


Regressemos ao Mundo da Noite. A Escolhida, terceiro volume da série publicado em Portugal, está a causar sensação. Decidimos partilhar convosco as opiniões positivas de duas leitoras da saga, que criticaram o livro em blogs. Também concordam que a honra é um grande tema de A Escolhida? Que outras temas destacariam?


Antes de mergulharem nesta reflexão, queremos agradecer a Dark Angel por nos ter alertado pare esta mensagem de L. J. Smith publicada no facebook anteontem, às 21h, e que diz:


I?m so happy because I finished Midnight, the third book in the ?Damon? trilogy. It?s 600 pages long, and I still need to edit it, but . . . whew! Feel like dancing!


(Estou tão feliz por ter terminado Midnight, o terceiro livro na trilogia «Damon». Tem 600 páginas e ainda preciso de revê-lo, mas… uau! Até me apetece dançar!). Pois, nós, dia 15 de Julho também vamos dançar quando Damon, 1º vol. da trilogia O Regresso, chegar às livrarias.


O grande ponto positivo deste livro é o destaque dado à honra, não só no que respeita à personalidade de Rachel, mas também na caracterização (progressivamente revelada) de Quinn. A certeza e a defesa do que é correcto são uma constante ao longo desta história, mesmo quando as surpresas são devastadoras, e é essa firmeza de princípios que torna a relação entre vampiro e caçadora de vampiros tão interessante.

Uma leitura viciante, portanto, e que, infelizmente, parece terminar demasiado rápido. Se esta é já uma sensação que tinha ficado de volumes anteriores, neste livro em concreto, onde tanto a carga emocional como a força compulsiva do enredo são mais intensas, fica a ideia de que esta história podia ser mais desenvolvida. Ainda assim, não deixa de ser um livro agradável de se ler e, marcado por alguns momentos bastante emotivos, nunca se perde o interesse pelos seus protagonistas. Leve, breve e bastante interessante, uma boa leitura para descontrair.

 

 Crítica de Carla Ribeiro no blog As Leituras do Corvo


A Escolhida continua na mesma linha dos anteriores, tendo como base o reconhecimento da alma gémea. A principal diferença que esta história apresenta, é o facto de a protagonista já conhecer e se mover no Mundo da Noite. O leitor tem assim a perspectiva de um humano que não é apanhado de surpresa com este universo, e isso torna o livro interessante e distinto. Algumas das personagens dos livros anteriores continuam a surgir, nomeadamente Quinn, um dos vampiros mais temidos no mundo da noite.

Neste livro a autora explora bastante bem o sentido de honra e amizade, o que contribui para que o distancie das publicações anteriores da saga. É agradável ver o respeito que vai crescendo entre Rashel e Quinn ao longo da narrativa, e também o facto de Rashel perceber que a amizade é algo que importa e que não vale a pena estarmos sozinhos. Vamos tendo também agradáveis surpresas acerca dos protagonistas que nos mostram que ? nem tudo o que parece é?.


Crítica de Joana Cardoso no blog Bela Lugosi is Dead


Lembramos a todos que no nosso separador MUNDO DA NOITE encontram tudo acerca desta série de L. J. Smith e que no separador OUTROS MUNDOS encontram outras, irreverentes e diferentes sugestões de leituras.


Para mais informação consulte-nos por email.

visite a nossa página oficial de Facebook